Servidor público investigado por homicídio é preso com munições irregulares em Lavras da Mangabeira

Um servidor público da Prefeitura de Lavras da Mangabeira, no interior do Ceará, investigado por homicídio que aconteceu em dezembro de 2020, foi preso com munições irregulares, na última quarta-feira (9), no município localizado na região do Cariri.

O funcionário municipal foi capturado pela Polícia Civil do Estado durante o cumprimento de mandado de busca e apreensão referente ao crime que vitimou um homem de 45 anos, na mesma cidade onde a ofensiva foi realizada.

INVESTIGAÇÃO

Conforme a Secretaria da Segurança Pública, o homem de 45 anos foi morto após ter sido apontado como suspeito de ser o autor do assassinato de um comerciante de 60 anos em agosto de 2020.

O objetivo do mandado em desfavor do funcionário municipal e da mesma ordem judicial para um empresário, que é ex-vereador — irmão e filho do comerciante morto, respectivamente —, foi angariar provas para a investigação dos dois assassinatos, segundo a pasta.

MUNIÇÕES DEFLAGRADAS

Durante a ofensiva, o servidor público foi preso em flagrante na casa de um familiar por posse irregular de arma de fogo. Lá, foram apreendidas seis munições de calibre .38, sendo duas deflagradas, além de uma munição de calibre .32 deflagrada.

O suspeito foi encaminhado para a Delegacia Municipal de Lavras da Mangabeira, onde foi autuado em flagrante e solto depois do pagamento da fiança. A Polícia Civil seguirá a cargo das investigações dos crimes para elucidação dos fatos.

Diário do nordeste

Deixe um comentário