Ex-PM é preso suspeito de estuprar a filha dos 10 aos 18 anos no RJ

Um ex-policial militar foi preso na manhã desta terça-feira (1) suspeito de estuprar a própria filha, dos 10 aos 18 anos.

Atualmente, Rogério Fonseca de Oliveira, de 56 anos, trabalhava como motorista de aplicativo. A polícia diz que ele confessou os estupros na delegacia e que ainda filmava as relações sexuais.

Rogério foi encontrado por agentes da Delegacia de Jurujuba, na casa da mãe, em Itaguaí, Região Metropolitana. A defesa dele não foi localizada pelo RJ1.

“Uma frase dele que me marcou muito foi que ele falou assim: ‘Qualquer pessoa que ficar com você, vai ver o estrago que eu fiz com você’. Então aceitar o seu corpo, mediante a isso, é bem difícil, né”, desabafa a vítima.

Testemunhas também confirmaram um “comportamento abusivo” do pai, segundo o relato do delegado Gabriel Ferrando.

“Ele confirma a existência dos fatos e tenta, de certa forma, apresentar uma tese favorável à sua defesa, justificando que os atos foram praticados a partir de uma certa idade, enfim, uma coisa realmente inacreditável”, afirma.

A vítima conta também que a mãe não sabia dos crimes e ficou chocada quando ouviu o relato da filha. Rogério saiu de casa há quase dois anos e vai responder por crime de estupro de vulnerável. Ele pode pegar mais de 15 anos de prisão.

Deixe um comentário