Ator e influenciadora suspeitos de desviar doações ao RS usaram cerca de dez documentos falsos para fraude

Entenda

Como funcionava a fraude

De acordo com a polícia, o casal agia da seguinte forma:

  • eles criavam contas bancárias com documentos falsos;
  • em seguida, procuravam nas redes sociais campanhas que realmente tinham finalidade de arrecadar dinheiro para vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul;
  • com as contas falsas, eles criavam centenas de chaves Pix
  • depois, o casal divulgava campanhas de doações reais, mas alterando a chave Pix para que o dinheiro caísse na conta deles

“Em duas campanhas em específico, de duas influenciadoras digitais muito grandes do Rio Grande do Sul, começou a ter muito relato de que esses valores de doação não estavam indo para as beneficiárias que estavam contribuindo. Então, a partir daí, chamou nossa atenção, iniciamos as investigações e com o avanço delas ali através de meios tecnológicos, conseguimos chegar a ter esse casal aqui no Ceará”, falou o delegado João Vitor Heredia.

Deixe um comentário